sexta-feira, 16 de março de 2012

3

Longe da minha mãe!! Por Sibele Nobre Colussi

Olá!!!

Hoje é sexta-feira e temos uma participação MEGA ESPECIAL, uma participação internacional!!

Quero apresentar para vocês minha amiga Sibele, mãe de 2 filhos lindos, mulher exemplar, amiga fiel!

Conheço a Sibele desde sempre, e quando digo sempre, é sempre mesmo... Nos conhecemos praticamente na maternidade!! E desde então, mesmo com um oceano de distância somos amigas!!

Atualmente ela mora com a família em uma cidade da Inglaterra, e nos conta agora um pouco de ser mãe longe da mãe...

Com vocês: Sibele em "Longe da MInha Mãe"

Quem nunca teve vontade de deixar de ser mãe (só por umas horas) e voltar a ser só filha que atire a primeira chupeta!
Em 2007 eu e meu marido mudamos para a Inglaterra para trabalhar com jovens e adolescentes.
No final de 2008 tivemos nosso primogênito, o Arthur. E com ele um pacote completo de incertezas, alegrias, choros e muitas, muitas tentativas de sermos os melhores pais que poderíamos ser, mesmo longe dos nossos pais.
Ver o Arthur crescer sem muitos amiguinhos e longe dos primos fez com que crescesse dentro de nós a vontade de ter mais um bebê.
Em 2011 veio o Otto para completar nossa família.
E quando a gente pensou que já sabia o caminho a ser percorrido vimos o quanto não sabíamos, nem sabemos o quão difícil é criar duas crianças pequenas longe da família.
No mês passados meus dois filhos tiveram catapora, um de cada vez e, nesse meio tempo, meu marido machucou a coluna e passou mais ou menos dez dias de cama.
Nessa hora tudo o que eu mais queria era grita: “manhêêê!”. E saber que ela estaria na minha casa em dez minutos.
Como isso não é Possível, tive que vestir minha roupa de mulher maravilha por uns dias e encarar a realidade.
Percebi o quanto meu marido me ajuda e como preciso dele em minha vida.
Também vi como são fortes as orações dos meus amigos que, mesmo de longe, me animam, aconselham e me encorajam a prosseguir.
Ser mãe é uma tarefa difícil mesmo para super mulheres, mas quando você o apoio que precisa (seja de perto ou de longe) a vida se torna muito mais florida, mesmo que as vezes com alguns espinhos.
E daí? E daí que eu não troco por nada o que tenho hoje porque sei que estou exatamente onde deveria.
Sou muito abençoada por morar num lugar com grande diversidade de raças, culturas, cores e línguas. Um lugar onde meus filhos podem crescer respeitando e amando as diferenças.
Portanto, a minha dica é: esteja onde estiver, aproveite ao máximo tudo o que a vida lhe oferece, gaste seu tempo amando e sendo amada porque um dia pode ser você mudando para longe ou seus filhos indo embora.


Quero muito agradecer a minha amiga Sibele por enviar o post, sei que foi escrito com muito carinho e dedicação!!

Amo você amiga!!! E não vejo a hora que chegue outubro...

Grande Abraço!!

3 comentários:

  1. Querida Deborah,
    Obrigada por me deixar fazer parte desse mundo tão especial que é o Blog "Simplismente Mamãe". Sinto-me honrada, sabendo que tanta gente acompanha cada palavra que vc posta aqui. Espero servir de inspiração para muitas mães, assim como você uma inspiração para mim. Te amo muito.
    Sibele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Sibele, muito obrigada pelo carinho!!
      Bjo

      Excluir
  2. Débora, obrigada pelo recadinho deixado na minha postagem sobre a minha despedida do Recanto das Mamães Blogueiras.
    Beijo grande, Genis ♥
    http://mamaegenis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir